Pesquisa quase fraudulenta

PRÉ-CANDIDATO EM PINHEIRO PREPARA PESQUISA PARA GARANTIR SEU NOME NA FRENTE, ENTENDA:

2024 chegou e com ele as eleições deste ano, as regras já começaram e a atenção de todos agora é… [ ]

2 de janeiro de 2024

2024 chegou e com ele as eleições deste ano, as regras já começaram e a atenção de todos agora é para não cometer erros. As leis eleitorais tentam não deixarem brechas, mas os políticos sempre encontram um jeito de influenciar a opinião pública. Como o ano eleitoral já começou, fica proibido a partir de agora a publicação de pesquisas eleitorais sem o devido registro junto à justiça eleitoral, essa vedação tenta coibir a divulgação de resultados viciados ou que garanta uma larga vantagem para quem contratou o, quase sempre desconhecido, instituto de pesquisa.

Mesmo sabendo das multas e outras penalidade que sofrem quem divulga pesquisas fraudulentas, alguns candidatos já colocaram em práticas suas estratégias a fim de garantir que o seu nome sai no topo da lista e para isso não precisa de muito esforço, basta conduzir o processo por locais estratégicos.

Recebemos informações agora pouco que um estreante no pleito de prefeito deste ano encomendou uma pesquisa que deve iniciar ainda esta semana, mas o contratante deixou muito claro quais os povoados que os entrevistadores devem percorrer. Acontece que quem contratou andou fazendo uns serviços paliativos em algumas ruas de alguns povoados da zona rural de Pinheiro, e é justamente por essas ruas que a pesquisa deve andar.

Essa estratégia é velha e muito conhecida, mas para dar a largada com uma vantagem na frente dos outros competidores, nada melhor que uma boa e distante posição dos demais, como o interessado não tem serviço prestado na sede do município, ele quer focar apenas aonde andou despejando umas caçambadas de piçarra. Vamos aguardar essa pesquisa.

Só pra lembrar o instituto que:

As pesquisas registradas na Justiça Eleitoral devem conter as seguintes informações: nome do contratante; valor e origem dos recursos despendidos no trabalho; metodologia e período de realização; plano amostral e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução, nível econômico e área física de realização do trabalho a ser executado; intervalo de confiança e margem de erro; sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho de campo; questionário completo aplicado ou a ser aplicado; nome de quem pagou pela realização do trabalho e cópia da respectiva nota fiscal. (Informações por: Gilberto Leda).

0 Comentários

Deixe o seu comentário!