Investigações

SEGUNDO INFORMAÇÕES, CLAÚDIO CUNHA TERIA TORRADO 1,5 MILHÕES DA PREFEITURA DE APICUM-AÇU PARA ELEGER A ESPOSA EM SERRANO

Para popularizar, atrair lideranças e depois eleger a esposa prefeita do município de Serrano do Maranhão, Cláudio Cunha (PL) que… [ ]

2 de junho de 2021

Para popularizar, atrair lideranças e depois eleger a esposa prefeita do município de Serrano do Maranhão, Cláudio Cunha (PL) que governou Apicum-Açu durante oito anos, usou todas as suas armas e fez um verdadeiro “raspa” nos cofres apicuenses.

De acordo com informações, os gastos com a campanha de Valdine de Castro Cunha, conhecida popularmente como “Val Cunha” (PL) consumiu a quantia vultuosa de R$ 1,5 milhão no município vizinho.

Nesse bolo estão incluídas as despesas da pré-campanha, quando foi realizado diversos mutirões em Serrano do Maranhão, a exemplo, de consultas e exames médicos de várias especializações – feitas por profissionais que constavam na folha de pagamento de Apicum-Açu.

Além desses, ignorando a legislação eleitoral, serviços de infraestrutura foram executados em diversas comunidades do município onde a esposa seria candidata só que com as máquinas pertencentes à prefeitura de Apicum.

De forma abundante, houve também, realização de shows, amplo patrocínio em dinheiro a blocos e grupos de danças regionais, sopão, doação de óculos de grau e assim por diante.

E, ainda, distribuição de kits de enxoval, cestas básicas; distribuição de materiais de construção, como: tijolo, telha, cimento e muito dinheiro em espécie;.

Essas foram algumas das práticas de Cunha quando ainda estava no controle dos cofres de Apicum-Açu para transformar a esposa prefeita de Serrano.

– Investigação eleitoral 

Ocorre que a impunidade de Cláudio Cunha e sua esposa estão com os dias contados, assim como foi alvo da Operação Citrus, o casal também é o centro de duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (nº 0600328-62.2020.6.10.0107 e nº 0600562-44.2020.6.10.0107).

Os “Cunhas” respondem na 107ª Zona Eleitoral por abuso de poder econômico e constatou que o derrame de dinheiro público em Serrano foi gigantesco.

Em um dos processos consta que “Val Cunha” teve duas apreensões feito pela Polícia Militar de dinheiro em espécie juntamente com material de campanha.

Em outro ato de nítido abuso de poder econômico, Cláudio Cunha usou uma entidade de nome “CAIC – Centro de Apoio Integrado ao Cidadão” para mascarar distribuição gratuita de vantagens aos eleitores de Serrano de forma a desiquilibrar a  eleição.

Informações do Blog do Domingos Costa

0 Comentários

Deixe o seu comentário!