Tentativa em vão

SEM COVID-19: SEGUNDO EXAME COMPROVA CURA DO PREFEITO LUCIANO E SUA IMPOSSIBILIDADE DE TRANSMITIR O VÍRUS

Durante o final de semana a divulgação de um laudo médico causou grande alvoroço por parte da oposição Pinheirense. Um… [ ]

11 de maio de 2020

Durante o final de semana a divulgação de um laudo médico causou grande alvoroço por parte da oposição Pinheirense. Um erro de digitação na hora da impressão do laudo resultou em grande movimentação da oposição.

Um dos problemas relatados pelo deputado é que o texto apresentou que o prefeito já estaria curado do Coronavírus em apenas 1 semana. Segundo os órgãos sanitários, uma pessoa infectada sem apresentar quadro clinico grave, fica entre 10 a 14 dias com o vírus, o prefeito Luciano foi diagnosticado no dia 02 de maio de 2020, por não ter apresentado sintomas, fica improvável saber quantos dias ele já estava com o vírus, o primeiro exame que atestou sua cura foi realizado no dia 10 de maio, 8 dias após a descoberta do vírus, se considerarmos ainda que a OMS recomenda realizar o teste apenas após 7 dias do aparecimento do primeiro sintoma, é fácil concluir que o prefeito deveria estar portando o vírus sem saber há pelo menos uma semana antes de realizar o teste rápido.

Luciano repetiu o exame nesta segunda (11) onde se conclui que o prefeito de Pinheiro foi infectado criou a defesa natural ao vírus e já não é mais portador da covid-19, portanto não é transmissor do vírus, desmontando com provas consistentes mais uma tentativa fracassada da oposição.

Além do Prefeito Luciano, o Secretário de Governo, Milton Anselmo Cruz Sá, que também testou positivo no último dia 02, após mais de uma semana vindo sentido os sintomas, também recebeu seu exame de curado, além deles, o ex-secretário de infraestrutura João Batista Segundo e sua esposa, que estavam infectados com o novo coronavírus, receberam os exames e todos já se recuperaram da doença.

Sobre o vídeo

Sobre a acusação que o prefeito estava disseminando a covid-19 ao realizar aglomeração em um bar. A primeira mentira contada é que não se trata de um bar, mas sim de um restaurante, o restaurante da Sônia pra ser mais preciso, e o vídeo foi gravado no dia 16 de janeiro de 2020 e não nos últimos dias, fato que seria impossível, uma vez que o prefeito de Pinheiro estava em isolamento domiciliar absoluto.

Revoltada por ter seu estabelecimento envolvido em uma armação, a própria empresária se sentiu na obrigação de refutar a intenção política que se tentava alcançar e revelou a verdade em suas redes sociais, veja:

E o alvoroço da oposição é somente mais uma peça da coleção de fake News que eles tem. À população ficou os esclarecimentos, e aos propagadores de fake News ficam os rigores da lei.

Confira a baixo o resultado no exame:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!