Enquanto isso no Maranhão

SOFRIMENTO DE USUÁRIOS DOS FERRIES CONTINUAM. ATÉ QUANDO?

Os problemas enfrentados por quem precisa do transporte marítimo para realizar a travessia de São Luís ao terminal do Cujupe,… [ ]

21 de março de 2022

Os problemas enfrentados por quem precisa do transporte marítimo para realizar a travessia de São Luís ao terminal do Cujupe, em Alcântara, parecem distantes de acabar.

Os serviços de péssima qualidade relativos ao transporte por ferry-boats no Maranhão são motivos de reclamações constantes por parte de usuários que seguem enfrentando filas quilométricas chegando a esperar por mais de 20 horas por um embarque.

Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) que não consegue resolver essas questões e a sensação que temos é de humilhação, como se estivéssemos pedindo favor, mas não, pagamos caro por esse serviço que é precário.

O descaso é tanto que por várias vezes embarcações ficaram à deriva. Algumas delas, em sua maioria, tem sérios problemas estruturais como goteiras que as deixam inundadas causando transtornos e inseguranças aos passageiros, como ocorreu recentemente com um ferry da Servi Porto, que é administrada pela MOB.

As águas das fortes chuvas invadiram as goteiras no teto do ferry “Baía de São José”, durante uma travessia, causando rápido alagamento em pleno alto mar na embarcação, colocando a vida dos passageiros em grave risco, podendo resultar em uma grande tragédia.Confira nas imagens abaixo.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!